Reporter Catolico/

Fraternidade e políticas públicas. Campanha da Fraternidade 2019

-2769

O tema da CF 2019 foi definido no dia 08 de agosto de 2017 pelos bispos do Conselho Episcopal Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB): Fraternidade e políticas públicas. E, por sua vez, o lema escolhido foi: Serás libertado pelo direito e pela justiça (Is 1,27).

Consta que a predileção por este tema se deu em meio a 98 sugestões de temas recebidos pelo referido Conselho, enviados por dioceses, regionais e órgãos governamentais, inclusive a Polícia Rodoviária Federal e o Ministério do Trabalho. Os demais temas sugeridos privilegiavam temáticas relacionadas à família, trânsito, comunicação, educação, direitos humanos, entre outros. Vale dizer que a Campanha da Fraternidade é, antes de tudo, uma expressão de comunhão, conversão e partilha entre Igreja e Sociedade, tendo dois objetivos permanentes:

1 – despertar o espírito comunitário e cristão na busca do bem comum;

2 – educar para a vida em fraternidade e renovar a consciência da responsabilidade de todos pela ação evangelizadora, em vista de uma sociedade justa e solidária.

O secretário-geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, fala sobre o tema e o lema da CF: “Fraternidade e políticas públicas” e “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1, 27).

Segundo Dom Leonardo na apresentação do texto-base da CF, “política pública não é somente a ação do governo, mas também a relação entre as instituições e os diversos atores, sejam individuais ou coletivos, envolvidos na solução de determinados problemas”.

Ao trazer à luz este tema, a Igreja do Brasil pretende conscientizar os cristãos da importância do envolvimento nas questões políticas e sociais, acompanhando o que já é realizado e cobrando novas ações para todos os cidadãos, sobretudo os que mais necessitam da atenção do Estado.

“A Campanha da Fraternidade 2019 é um convite para uma maior participação das pessoas na elaboração e na implementação de Políticas Públicas, projetando, assim, o presente e o futuro do Brasil, amparado no direito e na justiça, livre das desigualdades que atingem os mais pobres. A participação nas Políticas Públicas na ótica da misericórdia torna-se caminho inspirador para a vida não só dos cristãos, mas de todas as pessoas de boa vontade”, aponta o texto-base da CF, nº 263.

Contador de Cliques

Compartilhe!