Reporter Catolico/

Scalabrinianas divulgam nota contra o tráfico de imigrantes

-535

Crítica das missionárias vai ao encontro das intenções do Papa no mês de novembro

As Irmãs Scalabrinianas divulgaram, nesta semana, uma nota de repúdio pela situação dos imigrantes no mediterrâneo. As religiosas destacam que o tráfico de pessoas tem dizimado centenas de pessoas que buscam melhores de condições de vida.

"Mais um massacre de imigrantes no mediterrâneo com 239 mortos, é a confirmação de que os governos internacionais precisam fazer algo de diferente”, afirmou na nota, a Superiora Geral das Scalabrinianas, Irmã Neusa de Fátima Mariano.

Ela define o crime, como um monstro que destrói o sonho das pessoas em situação vulnerável.

“É um monstro que se arrasta contra a realização dos sonhos de pessoas que migram em busca de um futuro melhor porque são forçados a fazê-lo, pelas condições sociais, políticas, econômicas e ambientais. Há diariamente milhares de vítimas destes traficantes de pessoas que, sem qualquer piedade ou moral, os iludem a decidir a sua sentença de morte”, explica.

 As Scalabrinianas fazem dura crítica às instituições internacionais por não terem sido eficientes na resolução do problema.

“Os caminhos das instituições em âmbito internacional ainda são ineficazes. Recordemos a morte de 239 pessoas de uma só vez na semana passada! Isso significa que esta luta contra os traficantes não foi ganha.  E, repito, temos que lutar contra os traficantes, e não contra os migrantes”, insiste Irmã Neusa.

Vale ressaltar que a intenção de oração do Papa Francisco para o mês de novembro é para os refugiados. De acordo com o Apostolado da Oração, cerca de 30 milhões de pessoas, de 10 idiomas diferentes estão engajados nesta rede de oração.

 

 RCR/Scalabrinianas

Contador de Cliques

Compartilhe!