Reporter Catolico/

Última etapa do Censo Escolar da Educação Básica começa nesta segunda-feira

-492

Os dirigentes das unidades escolares das redes públicas federal, estadual, municipal e privada devem realizar, a partir desta segunda-feira (15), a segunda etapa do Censo Escolar 2015 - Situação do Aluno. Nesta etapa, são coletadas as informações de rendimento e movimento do estudante no final do ano letivo.

O trabalho de coleta de informações segue até 1º de abril, sendo desenvolvido em parceria com as secretarias estaduais e municipais, que trabalham em cooperação com as escolas. Os colégios da rede estadual devem realizar os devidos procedimentos de fechamento da situação do aluno no Sistema de Gestão Escolar (SGE). Já os casos excepcionais deverão ser preenchidos diretamente no Sistema Educacenso.

As demais Redes de Ensino devem acessar o Sistema Educacenso e preencher os dados solicitados da Situação do Aluno. A lista de documentos necessários para o preenchimento da Situação do Aluno está disponível no Portal da Educação e na Cartilha Situação do Aluno 2015.

 

Políticas educacionais

 

 

O Censo Escolar é o mais completo levantamento estatístico sobre a educação básica do Brasil, realizado desde 1991 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC). Os dados coletados são utilizados como subsídios para o planejamento e definição das políticas educacionais. Com estas informações, o Ministério da Educação gerencia programas como o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), Alimentação na Escola, Programa do Livro Didático, Programa Brasil Alfabetizado, recursos diretos na escola e PDE.

O diretor de Informações Educacionais do Estado, Antoniel Pinheiro de Barros, explica que as Informações declaradas e divulgadas pelo Censo Escolar deverão compor os Indicadores de Educação do Estado da Bahia. ?Estas informações também subsidiarão a avaliação das metas do Plano Nacional da Educação (PNE) em atendimento à qualidade da educação básica e para a orientação das políticas públicas desse nível de ensino, tanto para os índices da educação do Estado, dos municípios e das escolas?, afirmou.

 

 

por Camila Nepomuceno 

Contador de Cliques

Compartilhe!